SOMENTE AMANHÃ

em segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Como poderia eu Livre feiticeira consagrar o altar dos teus sonhos, se busco o amor sem limites e a liberdade inconsequente.
E você assim de repente, me dá um chão permanente e uma vida que não é minha, é tua.
Te faria um banquete de frutas, enfeitado com as flores mais belas, se você me entendesse somente amanhã.
Me vestiria de céu e faria a dança dos ventos, para levar meus lamentos e fazer voar os desejos que trazes junto a ti.

Clamaria ao fogo que a chama exalto, para acalentar em teu peito o sentimento mais puro, que te deixa inseguro quando te lembras de mim.
faria chover em teu rosto para lavar as lágrimas que cobre teu sorriso bonito, que embora entristecido ainda brilha pra mim.
Então, depois tudo acabado, do ritual terminado, da entrega final;
Pediria a terra para te levar a sua morada mais longe, para que você pudesse ver a beleza de outros montes e sonhar com o horizonte que o arco-iris enfeitou para ti.
Mas, só poderia te mostrar a beleza da magia, se me quisesse apenas por um dia, somente amanhã.
Enola

Nenhum comentário , comente também!

Postar um comentário