Cansei

em sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Meus olhos verdes tranquilos 
Se cansaram do outono 
Das palavras dispersas 
Da fusão do tempo 
Do amar a distancia 
Da falta de contato. 
Lembranças que vagam
E que sempre retornam 
Da mágoa presente, que ainda 
Sente o que fizeste no peito. 
Do seu jeito maroto, meio inconstante
Do sorriso bonito 
Do andar em sobre salto. 

Ainda Te Amo 
Sempre em pensamentos 
As vezes durmo contigo 
Em sonhos proibidos 
Mas, que te trazem para perto.
Meus olhos verdes 
Se cansaram do tempo
Da sua Falta, do seu temperamento 
Mas no meu peito 
No meu coração solitário, ainda 
Mora a esperança de te ver 
Colorindo meu mundo 
Me falando de amor 
Dizendo mentiras, que me fazem viver. 
Fev 2005 - Fer Biazus

Nenhum comentário , comente também!

Postar um comentário