Down

em sábado, 18 de novembro de 2017

É neste vazio que me encontro,
Que menos entendo a mim  mesmo, 
Eu vago, debato, me agito;

Vou parar de lutar!

Vou deixar de sentir!
Não quero sentir olfato,
Nem tato no que eu tocar;
Vou deixar
Cair a mágoa,
Que venha rolar a lágrima 
Que teimosa está parada,
Sem saber para onde ir;
Por que existe a tristeza,
Se a mágoa é bem maior?
E, nada consegue ser pior que o vazio e o abandono,
É como mundo sem dono,
É como coração sem amor,
Amor que a mágoa corrói,
Amor, que o tempo apaga;
Coragem, não me faltes agora, 
Para que eu possa ir embora,
Mesmo sem saber para onde,
Remoendo esta tristeza,
Revivendo a vã beleza,
Que tão longe já se vai.

Fer Biazus



Nenhum comentário , comente também!

Postar um comentário