VOCÊ

em segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

Quando tocou minha mão
Tocou meu mundo
Descobriu minha alma
Minhas ilusões e fantasias
Meu querer
Coisas guardadas...
Desejos incontidos
Cansaços de uma vida
Sem explicação!
Eu nada fiz

Esperei a reação, o momento,
Deixei a impressão do

“tudo bem pode ir em frente”
Mas, meu jeito indiferente
Meio inconstante
As vezes ausente,
As vezes tão triste,
Não esclareceu aquele momento,
Um pouco de contentamento,
Um colo, um acalento
Não reproduziu
A importância daquele dia
Radiante de espera...

Fer Biazus


Nenhum comentário , comente também!

Postar um comentário