ARTEMIS

em domingo, 11 de março de 2018

Vem Décima-Terceira… Ainda é a primeira;
E é a Única sempre – ou o único instante:
Pois és Rainha, ó tu! primeira ou derradeira?
És tu Rei, tu és Ùnico ou último amante?…
Ama quem te amará, do berço à tua cova;
A que amava, eu, só, me ama ainda com alento:
É a Morte – ou a Morta… Ó delícia! ó tormento!
A rosa que ela empenha é aquela Malva Rosa.
Santa Napolitana – as mãos, fogo a granel,
Rosa com alma roxa, a flor de Santa Gúdula:
Achaste tua cruz no deserto dos Céus?
Rosas brancas, tombai! insultais nosso deus!
Tombai fantasmas brancos em céu que fagulha:
– Santa do abismo: bem mais santa aos olhos meus!

Gérard de Nerval



Nenhum comentário , comente também!

Postar um comentário