Deixa

em sábado, 18 de agosto de 2018

Deixa que eu vou, minha aurora,
Buscar a madrugada
Em sinuelos.
Encontrando o orvalho
matutino,
Que goteja pelos fios
Dos teus cabelos.
Deixa que eu vou,
Meu lindo raiar do dia,
Encontrar o calor do sol
No teu olhar.
brincando na tua boca a alegria,
De um sorriso masculino
A me beijar.
Deixa que eu vou,
Meu dia ensolarado,
Encontrar no teu corpo
Meu refrão.
Deixa buscar
Na tua alma, sossegado,
O calor
De mais um dia de verão.
Deixa que eu vou,
Minha lua prateada,
Buscar teu banho de luar.
Deixar buscar nos teus braços,
A ventura de nos teus braços ficar.
Enfim, deixa que eu vou,
Meu bem querer,
Buscar em ti meu alegre anoitecer,
Ficar coladinha em teu corpo,
E junto a teu corpo morrer. 

Autor Desconhecido

Nenhum comentário , comente também!

Postar um comentário