BREVE SERÁ DEZEMBRO

em quarta-feira, 12 de setembro de 2018



Somos homens e sabemos

que breve será dezembro

no tempo de nossa carne.

Se habitaremos um tempo
de limites impossíveis,
somos homens, não sabemos.
E a despeito do cansaço.

quase nada percorremos
da estrada que nos tocou.

De nosso tivemos pouco:
tivemos crenças legadas,
herdamos o sangue antigo
e sobretudo o desejo.

Prolongamos o roteiro
que a mão primeira traçou.
Nosso corpo limitado
serviu de atalho à infinita
substância do pecado.

De tudo, apenas foi nosso
o débil gesto esboçado
que se extinguiu muito aquém
da fronteira.

Contudo, algo esperamos.

Thiago de Mello

Nenhum comentário , comente também!

Postar um comentário