O CRIADOR

em quarta-feira, 1 de novembro de 2017



A mão de meu irmão desenha um jardime ele surge da pedra. Há uma estrela no pátio.Uma estrela de rosa e de gerânio.Mas seu perfume não me encanta a mim.O que respiro é a glória de meu mano.
Carlos Drummond de Andrade

Nenhum comentário , comente também!

Postar um comentário