ANDAVAM DE NOITE AOS SEGREDOS

em sábado, 24 de novembro de 2018

ANDAVAM de noite aos segredos

Só porque era noite...

Os bosques enchiam de medos

Quem quer que se afoite...
Diziam [?] palavras que pesam [?]
À sombra de alguém...
Ninguém os conhece, e passam...
Não eram ninguém...

Fica só na aragem e na ânsia
Saudade a fingir...
Foi como se fora distância...
Eu torno a dormir.



Fernando Pessoa

Nenhum comentário , comente também!

Postar um comentário