AQUELAS

em quarta-feira, 14 de novembro de 2018


Aquelas que exaltadas e secretas 

À janela espreitaram inquietas 

O rumor do poente nas estradas, 
Julgaram vir de ti essa passagem 
Contida na beleza da paisagem. 
Solitárias mordendo a sua fome 
Percorrem o silêncio dos jardins 
E vão gritando às sombras o teu nome. 

Sophia de Mello Breyner Andresen 

Nenhum comentário , comente também!

Postar um comentário