MÃOS

em segunda-feira, 12 de novembro de 2018


Côncavas de ter

Longas de desejo

Frescas de abandono

Consumidas de espanto

Inquietas de tocar e não prender.


Sophia de Mello Breyner Andresen 

Nenhum comentário , comente também!

Postar um comentário